outubro 30, 2011

Vencendo os limites! - Autoria: Maria Silvia Orlovas

.

Vencendo os limites!
Autoria: Maria Silvia Orlovas
29/10/2011
.
.
Quantas vezes vi esse tipo de chamada nos últimos tempos em que ficou na moda desenvolver a força do pensamento positivo?
Com certeza, você também já deve ter participado de algum grupo, ou feito algum workshop para tudo dar certo na vida. Pode ser até que tenha saído desse encontro otimista, acreditando que finalmente estava encontrando a chave do sucesso. Mas e aí, o que aconteceu? Você mudou mesmo a sua vida? Deixou de sofrer pelas coisas complicadas da sua história? Conseguiu aquele emprego maravilhoso?
Imagino que infelizmente as respostas não sejam assim tão otimistas quando as chamadas dos cursos. Porque falar de felicidade é muito mais fácil do que ser feliz.
Apesar de ninguém gostar de limites e de todos nós todos os dias tentarmos vencer mais uma etapa da caminhada da vida, devo dizer que aprendi muito com os mestres sobre a real superação. Aprendi que limites são absolutamente necessários para a construção da felicidade. Descobri que os limites são o alicerce da felicidade, já que ninguém vive sem limites, ninguém vive sem ser respeitado. E limites têm a ver com respeito, com consciência do espaço do outro, com sabedoria para lidar com questões emocionais, e até com a vida financeira.
Limites para a criação saudável de uma criança são fundamentais, porque crianças que podem tudo, extrapolam sem saber no que dar valor, e o que respeitar. O amor exige limites, porque se não respeitarmos certas regras, por exemplo nos doando demais ao outro, perdemos a nossa identidade, e a auto-estima.
Superar limites hoje soa como algo bom, pois percebo que enfrentar alguma dificuldade pode significar também compreender que existem aspectos importantes na questão a serem tratados. Existe uma emoção, um medo, uma raiva, uma pessoa. Precisamos aprender a olhar o mundo à nossa volta para finalmente superar nossos desafios, porque se não temos consciência de quem somos, corremos o risco de viver cheios de ilusão, de desejos, de sonhos que nunca se tornarão realidade.
Se queremos nos superar precisamos saber quem somos.
É primitivo demais ficar imaginando que se ganharmos na loteria todos nossos problemas seriam resolvidos como num passe de mágica, como se prosperidade material nos conferisse também harmonia, paz, felicidade.
Outro dia mesmo, um rapaz me perguntou para quem ele rezava para resolver suas questões financeiras, como se fosse uma vítima de situações insolúveis. Como se não tivesse feito nada para estar em tal sufoco. Entretanto, ainda que não tenhamos nenhuma intenção racional de nos envolver em problemas, precisamos compreender que são as nossas atitudes que nos afogam na dor. Às vezes erramos até por omissão, por não saber dizer não. Quando vamos cedendo, fazendo as coisas pelos outros, cuidando das pessoas sem cuidar corretamente da gente, adoecemos, perdemos dinheiro, perdemos amigos.
A situação financeira, o amor, a família são reflexos de nossas atitudes, dessa e de outras vidas. Não há acaso, nem destino infeliz, há o que criamos um dia e, querendo ou não, mantemos hoje. Acredito que se alguém quer de verdade superar seus limites, precisa antes de tudo, conhecer-se, ver sua sombra e sua luz. Porque nesse mundo não vivemos só de orações ou de intenções, vivemos de atitudes. E se temos que vencer algo é a nossa própria inconsciência. Porque atitudes amorosas, firmes, fortalecem a auto-estima que nos dá coragem para colocar limites adequados e usar a força desta ação para criar um mundo mais feliz para nós e para os outros.
Vença a si mesmo e os limites se transformarão em pontos de força e de poder.
.
.
Autoria: Maria Silvia Orlovas  ( morlovas@terra.com.br )
Fonte:  Site Somos Todos Um
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando