novembro 01, 2011

Sananda - Jesus Cristo: Fala sobre a consciência Crística e a coragem - Canal: Maori Mojave

.

Sananda - Jesus Cristo:
Fala sobre a consciência Crística e a coragem

Canal:  Maori Mojave (01/11/2011)
.
.
Com alegria, trago-lhes bênçãos Divinas capazes de tocar todos aqui com energia vital. Vocês precisam fazer que a consciência de vocês se alce a essa realidade. Vocês precisam pôr abaixo as barreiras que os impedem de sentir a presença do PAI  e o amor em sua vida.
O objetivo máximo do conhecimento de si mesmo é estabelecer a verdade do PAI , da vida eterna , do sentido benéfico de todas as coisas em cada canto da consciência. Esse processo é a verdadeira razão para a encarnação e a purificação. Na opinião de vocês , o que essa purificação envolve ? Ela não é apenas tornar-se “bom”. O bem absoluto só pode ser encontrado nos níveis mais profundos da verdade. A verdade maior da realidade e caráter imediato do PAI leva vocês ao bem máximo  além de todo questionamento e dúvida.
Mesmo que vocês tenham reforçado a crença e o conhecimento de que este mundo está impregnado do PAI , poucos até agora fizeram contato pessoal com Ele. O PAI se faz , às vezes homem para estar sempre perto de vocês de um modo pessoal e amável. Para a maioria dos fiéis , o PAI é uma experiência muito menos pessoal , mas é uma experiência mais vaga e geral. E vocês sabem que só podem ter a experiência daquilo que podem conceber ou daquilo em que podem acreditar.
Se vocês de fato oram , anseiam por uma compreensão do amor pessoal de Sananda – que encarnou como Jesus Cristo – por vocês , e procuram essa compreensão , as respostas virão. É possível que vocês não reconheçam as primeiras respostas como tais. Elas talvez tenham algo que ver com obstáculos específicos , que os impedem de ter a experiência dessa realidade. Elas podem criar elementos novos , ou trazer à baila antigos elementos que vocês precisam para se purificarem. São essas as respostas! Quando os obstáculos começarem a cair , vocês passarão pela experiência de sentir o amor pessoal cósmico por vocês mesmos.
Vocês precisam da sabedoria para compreender que o estado de consciência mais elevado , mais desejável e de maior unidade – o ápice de toda realização , que inclui , abarca e transcende os demais estados e conquistas desejáveis – não pode ocorrer rapidamente , facilmente , sem que se pague um preço. Por isso entendo que a total concentração , o compromisso e dedicação de vocês devem ser gerados e ativados por uma mente e vontade fortes. A meta máxima da vida deve ser descobrir a realidade do PAI vivo como uma experiência imediata. Não como especulação teórica , nem como uma crença cega , mas como uma realidade viva na vida interior e exterior de vocês.
Quando vocês prosseguem dessa forma em sua senda , a glória que lhes ocorre não pode ser expressa em palavras ; contudo , essa realização total só pode se dar na medida em que vocês se entregam de todo à vontade do PAI , sem nenhuma reserva , em cada aspecto mínimo da vida e do ser de vocês. Como isso continua a ser difícil para a maioria de vocês ! Vocês continuam se refreando. Vocês ainda têm resistências , suas crenças , em que a obstinação sabe mais do que o PAI quanto ao que os faz felizes ; entretanto , nós estamos aqui para lhes dar vida eterna , segurança  e plena realização , bastando apenas que vocês confiem Nele e se entreguem a Ele. Vocês serão alimentados pela essência da vida e da alegria num contínuo fluxo de renovação.
Vocês não podem acabar a não ser com seus medos e com sua desconfiança quanto aos outros a não ser que renovem constantemente a prática da entrega total ao que há de superior em vocês. Pois vocês não podem subsistir sozinhos. Nenhuma criatura pode. Todas as criaturas se juntam numa corrente de dependência mútua – física , emocional  e espiritualmente. Quando o peso da dependência é justo – da dependência ao PAI , ao aspecto pessoal Dele , próximo a vocês – vocês são capazes de criar um centro saudável de gravidade no mais fundo da alma , pois é lá que haverão de encontrar o PAI. A presença Dele se funde com o Eu Superior de vocês. Vocês e Ele se tornam uma coisa só.
Assim ,  ocupem-se agora com aprofundar o anseio de contato pessoal de vocês com o PAI. Estreitem o compromisso com ele , renunciando a tudo na vida em favor dele , na confiança total que ele merece. Os medos próprios do ser humano não podem ser aplacados de outra forma.
Falemos sobre salvação. A interpretação tradicional dessa palavra deixa muito a desejar. Presta-se , não raro , ao equívoco , conquanto os mais iluminados entre os fanáticos percebam a verdade. Entre outras coisas , salvação significa perdão e aceitação ilimitada do PAI. Significa que vocês sempre são capazes de descobrir o caminho para o PAI , independentemente do que fizeram , independentemente do que o eu inferior de vocês ainda quer fazer , a porta sempre está aberta. Vocês nunca estão presos, pois vocês é que se prendem por seus atos.
A única coisa que vocês têm de fazer é bater à porta. Pedir o pão da misericórdia do PAI , o amor , o perdão e ajuda de todas as formas : não lhes darão pedras. Pedir para se conhecerem a si mesmos , conhecer a capacidade de amar , a nobreza de espírito , a beleza de seu verdadeiro ser , por meio do amor redentor do PAI a vocês , vocês receberão essas coisas. Isso é salvação. Tudo isso – e ainda mais.  O aspecto personalizado do PAI foi a causa. Sananda encarnado tornou possível a todas as outras entidades encarnadas que fossem salvas do estado doloroso da não-verdade – o tal pecado – e da conseqüente destruição do eu e dos outros.
Analisemos agora três aspectos , dependentes entre si , da salvação , que dão margem a muita confusão e contradição entre as pessoas. Falo aqui especificamente da salvação da alma pessoal de vocês. Existem outros aspectos da salvação que vão além disso. Eles têm que ver com a possibilidade de toda entidade criada esquecer o estado de consciência que poderia ser chamada de inferno apenas a nível didático – ou diversos estágios menores que o envolvem : estados de consciência que refletem o erro , e , por conseguinte , o sofrimento , a roda da morte e renascimento , que traz em si o medo devido a uma falha na consciência.
A demonstração que Sananda fez no que concerne ao amor supremo , ao perdão e à piedade – à aceitação que se deve à profunda penetração de sua visão na nossa natureza – abriu todas as portas antes cerradas. Elas estavam fechadas , não porque o PAI castigou a humanidade e , por isso , fechou-lhes as portas , mas porque os seres humanos tinham uma convicção inabalável de que não poderiam ser perdoados e de que estavam condenados a sofrer, eternamente. Isso , por sua vez , acabou com qualquer incentivo de aperfeiçoar o processo de purificação pessoal. Quando não existe esperança , não existe vontade nem estímulo. Em toda a vida e na morte de Sananda, criou-se uma nova modalidade na mente do homem. Esse novo modelo facultou aos homens escolher o caminho que Sananda mostrou. Ele disse que é o caminho , a verdade e a vida não para se promover , mas para mostrar que sua tentativa não era vã. Já existe perdão para todas as formas de transgressão , porque o PAI reconhece , em termos muito mais profundos , por que vocês são levados pelos impulsos , por que têm de pecar para reconhecer seus erros pelo que eles são , de modo que um novo estímulo os faça progredir na grande jornada que agora empreendem.
O aspecto pessoal da salvação parece confundir a mente repleta do dualismo que envolve alternativas. Permitam-me apresentar estes três aspectos paradoxais :

1. Só vocês podem realizar a própria salvação. A responsabilidade é de vocês.
2. Provavelmente , vocês não podem fazer isso sozinhos. Precisam da ajuda de outros que partilham a jornada com vocês e que , por vezes , podem ver o que não lhes é dado perceber.
3. Sem o PAI , sem a ajuda pessoal do aspecto pessoal do PAI , essa empresa é por demais árdua para que vocês a levem a cabo.
  
Esses três aspectos talvez não pareçam mais contraditórios a quantos se familializaram com artigos e textos sobre a dualidade e o princípio de união. Vocês podem perceber muito claramente que essas categorias não se excluem umas às outras ; no entanto , alguns entre vocês ainda podem sentir-se um tanto confusos e perguntar : “ Como pode ser , embora eu seja o único responsável pelos meus atos , que eu precise dos outros , bem como do PAI ? “; mesmo para os que não se sentem confusos com esse conceito de salvação pode ser útil lançar mais luzes sobre esse tema.
Sim, é óbvio que a salvação de vocês é uma escolha de vocês , um empenho de vocês – e muitas vezes o que lhes parece um sacrifício. Pelo menos , parece um sacrifício a princípio dispensar tempo e energia para a execução de um trabalho pessoal. Às vezes tem-se a impressão de um sacrifício ainda maior quando a pessoa deixa de lado um hábito que deriva do eu inferior e que , momentaneamente confere a essa pessoa recompensas de caráter inferior , de modo que ela sinta cada vez mais prazer. Ninguém mais , nem mesmo o Criador , pode obrigá-los a fazer o que não querem. Isso haveria de ir de encontro a todas as leis espirituais que , apesar de tudo , são criadas por Ele.
No entanto , muitas vezes vocês se acham tão envolvidos com suas idéias falsas sobre a realidade , tão cegos quanto ao papel de vocês no relacionamento que mantêm com os outros , que não são capazes de corrigir as falhas na percepção que vocês têm das coisas. Vocês precisam do espelho dos outros . Precisam aprender a se abrir a eles. Precisam deixar de lado o fingimento e , portanto , a atitude de defesa , no relacionamento que mantêm com eles. Precisam se mostrar do modo como são , com toda a vulnerabilidade e total verdade interior. Isso em si mesmo já é parte integrante da jornada de vocês rumo à compreensão de si mesmos. Vocês precisam aprender a receber , mesmo que isso a princípio possa fazer que se sintam frágeis e vulneráveis , pois só então podem vocês dar de si mesmos. Trabalhar com os outros , ser aberto a eles , obedece a lei da fraternidade.
Quanto ao terceiro aspecto , de que modo poderiam vocês aprender a se amar a si mesmos sem , pelo menos , conhecer e , por fim sentir o amor do PAI por vocês ? De que modo poderiam despertar o poder de mudar aspectos involuntários que não reagem diretamente à sua vontade exterior ? Esta , e os aspectos exteriores que reagem a ela , precisam ser ativados de modo intenso por meio da dedicação de vocês a essa senda , por meio das muitas decisões diárias de enfrentar a verdade em situações difíceis ou de confusão , por meio da opção de vocês quanto a obedecer à lei da fraternidade e superar a resistência inicial de vocês no que tange a se mostrar como são ; todavia , vem à luz um aspecto em que vocês lidam com emoções , reações , respostas e até mesmo crenças involuntárias que não se alteram , independentemente de quão sinceramente o eu exterior de vocês as quer mudar. Assim , vocês precisam constantemente de forças superiores que os ajudem a descobrir a entrada para esses níveis mais profundos com o fim de levar a efeito uma mudança que a mente por si só não pode realizar.
Tudo isso também lhes ensina a sabedoria para distinguir em que aspecto o eu é o mestre e em que aspecto vocês precisam muito do Grande Mestre , sem o qual nada pode ser realizado.
A entrega da vontade de vocês à vontade do PAI , e o ato de dedicar a vida , os talentos e atributos de vocês ao grande projeto divino , não só faz com que vocês floresçam na vida cotidiana , mas também constituem a chave para o preenchimento de uma lacuna , em que vocês ainda se vêem divididos entre a crença e a descrença , entre a confiança e o medo , entre o ódio e o amor , entre a ignorância e a sabedoria , entre o isolamento e a união , entre a morte e a vida eterna.
Um dos atributos mais importantes nessa batalha é a coragem. Subestima-se por vezes o papel da coragem. Com efeito , a maior parte das pessoas admitem que os indivíduos voltados para as coisas do espírito são frágeis e submissos , implicando que não têm coragem , pois que esta requer força e energia. Por vezes supõe-se que os sem capacidade de decisão sejam vítimas das pessoas agressivas e audaciosas. Assim , em algum nível irracional da percepção emocional , a coragem amiúde se associa ao mal , ao passo que a pessoa frágil e tímida está associada à brandura , à gentileza  e à bondade. Nada pode estar mais longe da verdade. A covardia de espírito não só leva à traição do melhor , do PAI , mas ao mal , tão dinâmico e poderoso quanto ao ato mais óbvio de agressividade e crueldade , de egoísmo , de malícia e desonestidade.
É importante estar bem consciente disso , para que haja a possibilidade de se libertar da ilusão de que a fragilidade e timidez não são muito nocivas , e de que talvez sejam posturas ainda mais espiritualizadas do que a do espírito aguerrido de quantos se arriscam e põem em jogo suas vantagens pessoais mediante a afirmação da bondade e da postura confiante e positiva.
O que acontece quando vocês são fracos , quando não suportam o comportamento ruim , quando conspiram com ele e evitam bater-se pela verdade ? Vocês estimulam o mal , conservam a ilusão , na pessoa que o perpetra , de que o ato não é tão ruim , de que tudo está bem , de que foi um gesto inteligente e muitas pessoas o toleram. Isso perpetua a ilusão conseqüente de que , afirmando a verdade , a decência e revelando o mal , a pessoa será isolada , ridicularizada e rejeitada. Por outras palavras , vocês fomentam a ilusão de que , para ser aceita , a pessoa precisa deixar de lado a integridade e a moral.
Tudo isso acontece constantemente no relacionamento entre os seres humanos. É fácil banir da consciência esse estímulo ao mal ; no entanto , em torno das pessoas que consentem esse tipo de comportamento negativo , há uma atmosfera de culpa , de confusão e de intranqüilidade emocional no que concerne à não-aceitação de si mesmo. Não importa a tentativa de , com ódio de si mesmos , falarem de si mesmos com termos de lisonja numa atitude falsa : vocês não terão êxito enquanto não tiverem a coragem espiritual de se inclinar a sacrificar a aceitação dos outros – se , na verdade , não acreditarem que esse preço tem de ser pago.
Quando por exemplo , alguém , na presença de vocês , faz mal a outra pessoa , o silêncio de vocês não é bondade , nem gentileza , nem paz. Longe disso. Em certo sentido , isso é mais pernicioso , traiçoeiro e negativo do que o mal declarado. As pessoas más expõem sua maldade e , dessa forma , têm a oportunidade de serem repreendidas e de ter de enfrentar as conseqüências. Os ouvintes passivos são desonestos fazendo ambas as coisas : eles tiram tantas recompensas negativas do ato de maldade quanto aqueles que são maus abertamente , ao mesmo tempo que não se arriscam a nenhuma conseqüência negativa ; pelo contrário , eles até se orgulham de não terem nenhuma participação no caso.
O mal declarado jamais poderia por si só levar alguém a morte. Ele pode exigir a cooperação dos traidores , dos farsantes , dos que apoiavam em silêncio e , por querer salvar a própria pele , deixaram que o mal – aparentemente – triunfasse : mas , é claro , o mal  nunca sai vitorioso.
O mesmo é verdadeiro para os que cometem crimes em massa nos regimes totalitários , tais como na Alemanha antes da Segunda Guerra Mundial e durante ela. Os poucos a fazer essas coisas não poderiam ter ido muito longe não tivessem sido secundados pela adesão silenciosa dos muitos para os quais salvar a própria pele era mais importante do que a verdade , a moral , a honestidade , a caridade , o amor , a empatia – em suma , todas as coisas pelas quais o PAI zela.
Isso , leva a uma especulação interessante , qual seja a de que o princípio ativo no desequilíbrio , por nocivo e criminoso , jamais poderia por si mesmo causar os mesmos danos do princípio passivo e receptivo no desequilíbrio. Eis por que muitas doutrinas espiritualistas afirmam que a qualidade inferior em toda a escala não é o ódio , mas a inércia. Esta , no nível energético , é o congelamento do fluxo da energia divina . Na inércia , a matéria radiante do influxo divino se espessa , solidifica , bloqueia e amortece. No nível da consciência , inércia significa exatamente aquilo sobre aquilo que estive falando. Ela inclui a culpa primária e secundária. A primeira coopera com o mal , permitindo-o , transmitindo a aprovação dele , independentemente de ser sutil ou indireta. A segunda está no fingir e afirmar que não se toma parte do mal , e até mesmo fingir-se de bom ; ao passo que a covardia e o egoísmo aceitam passivamente que o mal exerça a sua influência. Eis por que Jesus Cristo , na sua vida na Terra , sempre ressaltou que o que faz o mal está mais perto do PAI do que a pessoa hipócrita , que se passa por bondosa.
A estagnação e a inércia são na verdade , os maiores males. Eles pertencem à matéria , contrariamente ao poder vivificante do espírito e do eterno , que deseja penetrar o vazio. A receptividade falsa camufla a inércia. Quanto mais receptividade falsa houver , tanto menos receptividade real será possível. A incapacidade de receber amor , prazer e de realizar-se , a par da compulsão de minar as realizações , advém da falta de entrega ao PAI. Quando vocês se entregam a Ele , precisam mostrar-se ativos , sobrepujar a inércia , avançar , realizar e agir , arriscar-se e , por vezes , combater o seu próprio mal ou o mal dos outros. Só então vocês se sentirão livres de culpa e se tornarão verdadeiramente receptivos ao que o Universo espera de vocês. A graça do PAI está em toda parte , ao redor e dentro de vocês. Sempre está lá ; vocês estão repletos dela.Entregar-se ao PAI significa aceitar o grande projeto , a vontade de Dele e dedicar a vida a isso. Doar-se ao PAI significa atividade , e às vezes, avançar contra a inércia que quer impedi-los de ser dinâmicos. A atividade pode ser dirigida a muitas áreas , além da luta contra a resistência óbvia ao seu processo de desenvolvimento. Semelhante movimento é necessário nos mínimos detalhes da vida cotidiana , quando vocês estão às voltas com o magnífico processo da criação de uma nova sociedade. É possível que tenham de lidar eficazmente com problemas desprezíveis , triviais. É possível que tenham de enfrentar eficazmente a resistência a mudanças tão necessárias ao processo de ser e viver de acordo com os princípios da lei divina. Assim , identifiquem a natureza de sua inércia , e – o que é mais importante – o modo como pensam sobre ela para consenti-la.
Quando vocês ainda se sentem frágeis , confusos , descontentes com vocês mesmos , ou vazios em algum aspecto , quando se sentem divididos e oscilam entre a submissão e a revolta , sabem muito bem que foram divididos ao meio. Ainda não têm autonomia. O único modo real pelo qual a autonomia se pode afirmar é a entrega total à vontade do PAI. Isso deve incluir a boa vontade quanto a ser temporariamente magoado , rejeitado ou colocado em posição desvantajosa. Isso deve incluir a coragem de pôr alguma coisa em risco ou de sacrificar um objetivo egoísta. Também envolve a fé de que isso corresponde verdadeiramente à sua melhor intenção , ainda que de um ponto de vista caracteristicamente humano.
A atitude fundamental de vocês na vida deve ser dedicar-se à vontade e ao projeto do PAI , colocá-lo em primeiro plano , em detrimento de todas as outras coisas. Então , todas as outras coisas tornam-se conseqüências naturais dessa atitude e serão resolvidas de acordo. É possível que agora vocês dêem ênfase à profissão , ao parceiro de vocês , às suas realizações pessoais , em vez de deixar que essas outras formas de realização fluam como um subproduto natural de sua dedicação à missão de vocês para com o PAI , missão a que vocês se destinam como parte do grande exército que combate em favor das forças do bem. Meditem sobre essas questões profundas que compõem o Universo de vocês e que são da máxima importância no esquema geral de todas as coisas : a grande batalha entre as forças do bem e do mal envolvidas na lenta penetração da vida no vazio. Quando perceberem esse problema complexo e universal como a chave de todos os outros problemas , vocês começarão a tratar primeiro das coisas primeiras e a ver o mundo particular de vocês numa perspectiva adequada. Isso gerará equilíbrio e harmonia perfeitos na vida de vocês , levará diretamente à fé , ao conhecimento do Deus eterno e da imortalidade individual de vocês que , por si só , pode aplacar o grande anseio da existência.
Com essas palavras , eu lhe dou minha bênção , caros amigos. Que essa bênção os torne receptivos no ser , no coração e na mente. Sintam o Criador em que vivem o tempo todo , Sintam a paz e a alegria , a Fonte ilimitada das possibilidades de criação ensejadas por isso, imprimam em sua vida uma única direção e se realizem. Isso só pode acontecer com a ajuda do PAI , por meio do PAI...
.
SANANDA !!!
.
.
Para ler na íntegra:  Clique aqui
 .
Paz, Shaumbra e Namastê a todos!!!
.
Canal:  Maori Mojave  (01/11/2011)
Fonte:  Blog Andromedalive
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando