fevereiro 19, 2012

Wagner Borges - Pacotes de Luz na senda consciencial (Desembrulhando os Presentes nos Corações...)

.

Pacotes de Luz na senda consciencial
(Desembrulhando os Presentes nos Corações...)
Canal: Wagner Borges
.
.
Aqui estamos nós, em mais uma vida encarnados na Terra.
Viemos para aprender uma série de coisas para o nosso progresso, o nosso aprendizado, a nossa evolução.
Ao longo da vida, cruzamos e convivemos com pessoas dos mais variados tipos... Algumas delas são maravilhosas; outras, pelo contrário, são complicadíssimas.
E a vida vai seguindo... E nós vamos convivendo com a dualidade das coisas e dos seres - o melhor e o pior da humanidade, juntinho, com nós mesmos.
Dentro de nós é a mesma coisa: existe o melhor e o pior, como em cada ser humano.
Nos momentos maravilhosos, somos generosos. Porém, nos momentos tristes, somos terríveis. Então, nós oscilamos entre a nossa natureza espiritual e a nossa natureza primitiva e violenta.
Numa hora, somos brilhantes; em outra hora, deprimidos e apagados... Sim, oscilamos em vários momentos, sem conseguir um centro de equilíbrio constante em nós mesmos.
A vida vai passando... Pessoas vão e vêm, e nós vamos aprendendo sobre o melhor delas - e o pior também -, assim como em nós mesmos.
Interpenetrando neste plano denso, existem planos invisíveis, sutis, com outras consciências que interagem com a humanidade, invisivelmente.
Algumas destas consciências são sofredoras de outros planos e que, muitas vezes, se encostam energeticamente em nós, atraídos pela nossa tristeza ou pelos nossos momentos horrorosos.
Em contrapartida, existem consciências mais avançadas, luminosas, que também se aproximam de nós - nos momentos maravilhosos, por sintonia -, Luz com a Luz.
Esses seres luminosos, chamados de mentores espirituais ou amparadores extrafísicos, que, silenciosamente, inspiram os bons pensamentos, os sentimentos fraternos e a manifestação de energias suaves.
Essas consciências amigas, além da percepção limitada dos nossos sentidos físicos, sempre estimulam os bons propósitos, o desenvolvimento da paciência e do equilíbrio, do perdão, e do discernimento e da alegria.
Mais além destas consciências benfeitoras, existem Seres de Luz, que, sequer mantêm a forma humanóide - são Seres sem formas que nós possamos conceber.
Essas Entidades ajudam a evolução da humanidade e raramente aparecem, por serem muito sutis. A tradição hindu os chama de devas.
São como colunas luminosas conscientes - não têm asas, não são brancas, negras ou orientais -, e, muitas vezes, se manifestam como focos energéticos luminosos, ou formas energéticas fantásticas, pura Luz.
Quando se aproximam espiritualmente da humanidade, tocam os nossos corações, em silêncio, invisivelmente (e todo aquele que é tocado por eles, se alegra, sem saber o motivo).
Esses Seres de Luz depositam pacotes luminosos no perímetro de nossas vidas, presentes espirituais secretos, que, à medida em que formos palmilhando nossos caminhos - e formos abrindo esses pacotes com nossas atitudes sadias -, presentes de Luz se projetarão dos mesmos, à nossa frente e, também, dentro de nós.
E, ao longo da evolução, por onde formos, nós também distribuiremos pacotes luminosos e presentes espirituais secretos para outros... E mais: algum dia, quando chegar o momento certo e passarmos para outros planos, também levaremos pacotes luminosos para outras consciências, algures...
Acima desses Seres luminosos, está a Causa Primária, a Consciência Universal, o Grande Arquiteto Do Universo, O Todo, Aquele que é Pai-Mãe de todos nós - interpenetrando  aos Seres de Luz, aos amparadores, aos espíritos sofredores e interpenetrando a todos nós, encarnados na Terra e em outros lugares...
     .
Precisamos desenvolver o potencial secreto que habita em cada um de nós, aquele maravilhoso potencial de Luz, para que aumentem os nossos momentos maravilhosos e diminuam os nossos momentos horrorosos; para que, cada vez mais, nossa Luz possa ampliar-se, e nós possamos ser felizes - mesmo aqui e agora, com todos os problemas, com todas as pressões e limitações -, mesmo assim, possamos estar contentes e ser maravilhosos, em Espírito e Verdade... Felizes, por estado de consciência e, de dentro para fora, irradiando aquela simpatia, aquela Luz, aquele Amor, aquele discernimento.
 .
O que faz os Seres de Luz se aproximarem de cada um de nós são os presentes luminosos depositados em nossos caminhos. Só nos resta, agora, desembrulharmos estes pacotes luminosos, para vermos a Luz que sai dali.
E também nos resta desembrulharmos os nossos corações daquelas tramas emocionais inúteis, daquelas emoções pesadas, que nada fazem de bom.
Precisamos desempacotar a Luz em nossos corações; desempacotar o pacote da ignorância que prende o nosso discernimento; e desempacotar a nossa má vontade em vencer e aprender as lições que a vida apresenta.
Precisamos desempacotar esse imenso pacote que está em nós, tirarmos as amarras inferiores, para que aquela coisa maravilhosa, que já existe em nós, possa se abrir e fluir... E, então, nós também nos manifestaremos como Seres de Luz, como está destinado a cada um de nós, seja hoje, na próxima vida, em outro plano, em outro orbe, e em qualquer lugar.
Está destinado a cada um de nós a felicidade e a Luz, e isso já existe dentro de nós mesmos, esperando apenas que nós possamos abrir os pacotes luminosos.
 .
Muitas vezes, o plano espiritual se utiliza de ferramentas diferentes para comunicar as ideias universais aos homens, seja pela palavra de outro ser humano, ou pela música inspirada; ou, ainda, por ondas de energias sutis, que varrem o ambiente, limpando a poeira psíquica de nossos egos e dando toques sutis nos chacras.
Há também a presença daqueles companheiros espirituais que, durante um tempo, foram nossos parentes e amigos aqui na Terra e que partiram para outros planos, bem vivos. Eles vêm em seus corpos luminosos e se aproximam nos momentos devidos e, aí, surge aquela lembrança deles (lembrança sadia, não lembrança de dor).
Surge a vontade de abraçar, em espírito, a todos eles; como surge, também, a vontade de abraçar a humanidade toda, mesmo aquelas pessoas infelizes e violentas, mesmo aquelas que nos causam mal.
Ao desempacotar os nossos corações, flui essa Luz e, aí, nunca mais será possível odiar alguém... Ah, vamos abrir os pacotes em nossas sendas, humana e espiritual, para sermos felizes, como deve ser.
 .
P.S.:
Esses escritos são a transcrição de uma gravação realizada durante uma reunião com o Grupo de Estudos e Assistência Espiritual do IPPB, no ano de 2006. Na ocasião, logo após um trabalho de irradiação energética com o grupo - cerca de 100 pessoas presentes -, aproveitei o momento e projetei essas palavras, que era o que o meu coração pedia naquele momento. E, por sorte, alguém do grupo gravou tudo.
Hoje, lembrei-me dessa gravacão e editei a mesma para leitura. E, agora, aqui está o registro dessa noite auspiciosa, disponibilizado em aberto para todos.
Oxalá essas palavras possam levar algo bom para outros grupos espirituais por esse mundão de Deus...
 .
Paz e Luz.
.
Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 14 de Janeiro de 2012.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando