março 25, 2012

Por que a vida é assim? - Autoria: Mauro Kwitko

.

Por que a vida é assim?
Autoria: Mauro Kwitko
24 de março de 2012

.
.
A sociedade humana ainda está em um estágio inferior de desenvolvimento, sob a hegemonia dos nossos 3 chakras inferiores (visão terrena, sexualidade e Ego), e vive no mundo de Maya, a Ilusão, no qual praticamente todos nós mergulhamos, só percebendo a Verdade após o nosso desencarne, ao retornarmos para Casa, no Mundo Espiritual. Lá, vão desativando-se os nossos chakras inferiores e ativando-se os chakras superiores, e vamos, então, percebendo o nosso erro, o nosso engano, o nosso egoísmo, ficando a tentativa de correção para a próxima encarnação.
Aqui na Terra revelamos as nossas inferioridades e, no Plano Astral, as nossas superioridades. Nós reencarnamos, entre outras metas, para encontrarmos as nossas inferioridades, e a nossa Missão é aprendermos a revelar aqui as nossas superioridades, aproveitarmos melhor a nossa inteligência, o nosso tempo, a nossa disposição, não em prol de nós mesmos e dos nossos e, sim, visando o bem comum, a melhoria da sociedade humana, colaborando para que um dia o Reino dos Céus instale-se definitivamente aqui na Terra.
Precisamos aprender a colocar o nosso Ego a serviço do nosso Eu Superior, mas para isso é necessário não dedicarmos o nosso tempo demais conosco mesmos, não desperdiçarmos os nossos dias e noites com atividades egocêntricas, em buscas infantis de auto-satisfação, de leviandade, de irresponsabilidade, numa atitude de desrespeito com o nosso Espírito.
A informação dos Seres Espirituais é de que, depois da morte do nosso corpo físico, a imensa maioria de nós retorna ao Plano Astral profundamente frustrados, arrependidos e envergonhados conosco mesmos, quanto ao real aproveitamento dessa atual passagem, uma parte sendo resgatados do Umbral e outra parte conseguindo lá chegar sem passar por essa zona, mas necessitando de atendimento em hospitais do Astral.
As frases mais ouvidas nos nossos retornos, são as ditas por nós: "Ah, se eu soubesse..." e "Ah, se eu lembrasse..." e a que escutamos: "Não te preocupes, tu terás uma nova oportunidade". Devemos recordar que já estamos na nova oportunidade... Podemos aprender a nos libertar do comando do nosso Ego, elevarmos a nossa freqüência vibratória e ultrapassarmos o estágio ainda infantil ou adolescente da maioria da humanidade, rumo a um estágio adulto, como alcançaram os Mestres.
Podemos perceber o nosso grau de egoísmo, o quanto somos comandados pelo nosso Ego, contabilizando quantas vezes falamos, pensamos e agimos em prol de nós mesmos, dos nossos desejos, as nossas satisfações, o nosso prazer, o nosso lazer. Podemos perceber isso com mais clareza pelo número de vezes que pensamos e falamos iniciando por "eu". Mas isso não significa apenas vaidade e orgulho, mas também o autocentramento da tristeza, da mágoa, do sentimento de rejeição, etc. O nosso Ego está no comando quando nos sentimos mais do que os outros, mas também quando nos sentimos menos, quando nos enaltecemos ou quando nos depreciamos, quando queremos brilhar ou quando queremos nos esconder, quando queremos vencer ou quando queremos perder, quando exaltamos os nossos feitos ou quando nos fixamos em nossas próprias dores e fracassos.
Existem três tipos de pessoas:
.
1. As que acreditam ser mais do que os demais, no sentido da sensação de superioridade ou no equívoco do sofrimento por si mesmos.
2. As que sentem que são iguais aos demais e, embora ainda bastante autocentradas, já vivem comunitariamente, pensando muito em si, mas também nos demais.
3. As que descobriram que os outros são mais importantes do que elas. Essas são Mestres na arte de viver.
..
Podemos perceber claramente em que tipo nos classificamos pela preocupação que norteia os nossos dias, pelo stress que sentimos na vida, pela sensação de tensão que nos aflige, pelas buscas de satisfação e alegria que nos chamam a atenção e pelo grau de sofrimento que sentimos. Sairmos do "eu" e vivermos para o "nós" é a grande lição que os Mestres nos ensinam. Poucos estão dispostos a aprendê-la e, menos ainda, a praticá-la em sua vida diária. Como sairmos do "eu" na prática? Uma das maneiras é percebermos como nosso Ego nos ilude, seduz e domina, por exemplo, nas polaridades:
.
1. "Eu" sou muito bom nisso ou "eu" sou um fracasso...
2. "Eu" quero alcançar o sucesso ou "eu" não consigo...
3. "Eu" vivo para ajudar os outros ou Como "eu" sofro...
4. "Eu" tenho um espírito de liderança ou "eu" preciso que me ajudem...
5. "Eu" sinto muita pena das pessoas ou "eu" tenho pena de mim...
6. A "minha" vida é ótima ou a "minha" vida é tão triste...
7. "Eu" adoro me divertir ou "eu" sou muito depressivo(a)...
8. "Eu" não tenho nada a ver com isso ou como "eu" fico indignado com as coisas...
9. Nada "me" afeta ou Como "eu" me magôo...
10. "Na vida é cada um por "si" ou Como "eu" me sinto rejeitado...
.
A ilusão da separatividade que o nosso corpo físico nos traz é a causa e a origem do "eu". Os discípulos e os futuros discípulos ainda acreditam ser uma individualidade e vivem para "si", os Mestres já se libertaram dessa ilusão. Cuidemos quantas vezes pensamos ou falamos a palavra "eu" e saberemos em que grau estamos.
.
.
.

Amar: compromisso com a vida - Autoria: Flávio Bastos

.

Amar: compromisso com a vida
Autoria: Flávio Bastos
24 de março de 2012
.
.
O indivíduo que passou pela experiência da afetividade plena no seio de sua família, aprende a gostar de si mesmo, do outrem e a querer bem o mundo que o rodeia.
Saído da célula familiar que o protegeu na infância, ele desenvolveu qualidades que o estimulam a desafiar a vida sem medos exagerados ou bloqueios psíquicos que impeçam o seu progresso pessoal e consciencial.
Com a percepção de um indivíduo sadio em simbiose com a sua psique, ele sente a liberdade como uma ferramenta que abre caminhos iluminados pelo foco de sua própria lucidez e capacidade de discernimento.
Desprendido e, ao mesmo tempo, apegado à Mãe-Terra, ele tem consciência que é espírito e corpo físico em um planeta que o recebeu para uma nova jornada de aprendizados e evolução.
Entre a concretude da matéria e a sutileza de sua imaterialidade, ele visualiza a tênue divisa que separa o campos invisiveis sem "os olhos de ver" de sua natureza interdimensional.
No entanto, na sua ótica, ele não privilegia uma potencialidade em relação à outra. Ao contrário, percebe que a sua interdimensionalidade em equilíbrio de energias é sinônimo de saúde integral, ou seja, que os desejos do corpo físico devem estar em consonância com as necessidades do espírito, estabelecendo, desta forma, o equilíbrio vital ou o "caminho do meio" budista.
Portanto, é na célula familiar que a energia do amor desperta para a vida de relações. É através da célula familiar que o amor tende a ser expansivo, envolvente e libertador de consciências. É no despertar das relações afetivas entre espíritos conhecidos e comprometidos em nova proposta de convívio e crescimento, que o indivíduo aprende a amar a vida, a partir do amor que o vincula à família terrena.
Entretanto, independentemente da experiência familiar de cada um, o exercício frequente da meditação ou da elevação do pensamento através da prece espontânea, tornam-se excelentes mecanismos de união equilibrada entre corpo, mente e espírito. O exercício de autoconhecimento, quando associado à natureza interdimensional do homem, abre a porta da percepção suprasensorial que encontrava-se bloqueada pelos condicionamentos da cultura materialista.
É durante o processo vital, quando devidamente apropriado do conhecimento de si mesmo e dos significados da vida, que o indivíduo dá início à sua pacificação interior, que representa a longo prazo, a cura dos males que afetam corpo e alma.
Enquanto seres lúcidos, devemos amar a Mãe-Terra como amamos a nossa família, os nossos semelhantes e a vida em todo Universo. Porém, uma relação de amor consciente, sem jamais negligenciar a firmeza de atitudes quando necessárias frente às injustiças ou mentiras que emanam de um conjunto de coisas que constituem os interesses escusos associados ao poder dos homens.
Do amor, que sutilmente nos prende à Terra-Mãe, de vez em quando nos desprendemos do corpo físico através do sono e volitamos em espírito entre idas e vindas pela fronteira de nossa interdimensionalidade.
Do amor dedicado à Terra-mãe, percebemos além da capacidade sensorial comum. Percepção que deve ser usada em benefício do bem de todos os seres vivos e do planeta, que é pura energia que pulsa na dinâmica da vida universal.
Amar a Terra, que é a extensão de nossa família, onde aprendemos a ser felizes através do exercício do afeto, é a orientação para o homem neste alvorecer de terceiro milênio, pois, desejar o bem ao outrem como a si mesmo, é fator de expansão da energia amorosa para muito além das fronteiras de um planeta onde a vida resplandece.
.
.
.

Quer chegar a Deus? Eleve seus pensamentos! - Autoria: Nelson Sganzerla

.

Quer chegar a Deus? Eleve seus pensamentos!
Autoria: Nelson Sganzerla
24 de março de 2012
.
.
Pois é, você vai dizer: mas que frase mais clichê... Os intelectuais de plantão dirão: pura besteira, pensamentos nada têm a ver com chegar a Deus.
Nossa mente sempre tem a tendência a racionalizar aquilo que desconhecemos. Somos precisamente matéria física, acreditamos no que os nossos olhos vêem, naquilo que está próximo a nós, em tudo que nossas mãos possam tocar.
Poucos de nós têm a consciência de que tudo que aí está, diante de nós, foi criado pela força do nosso próprio pensamento. Tudo que existe nós próprios fomos os criadores. Quando aqui chegamos a esse planeta, já havíamos pré-estabelecido o lugar onde iríamos dar o primeiro suspiro de vida.
Mas quando, finalmente, crescemos e nos tornamos adultos, a nossa mente através do nosso ego, procura racionalizar nossas sensações de que algo mais existe em nosso caminho e nos tornamos céticos em relação à nossa consciência divina.
Temos que primeiro ver para depois crer, tal qual a São Tomé em relação aos feitos de Jesus Cristo.
E assim, vamos vivendo, errando aqui, acertando ali, caindo e se levantando, brigando, aceitando.
Revoltados com as situações de vida que nos fazem infelizes, amando, odiando, querendo, perdendo, procurando sempre aquele verdadeiro amor que nunca nos chega, ou quando ocorre, não valorizamos e perdemos. Em situações assim adversas, acabamos por contrair doenças graves, tornamo-nos hipertensos, adquirimos depressão e cristalizamos tanto essa nossa condição doente, que muitas vezes o quadro torna-se irreversível.
Pare e pense: como você chegou a isso? Se ao nascer, você era um ser puro e Divino, que veio a esse mundo para trazer alegria àquela família que você próprio escolheu... Como aquele sorriso desprendido daquela criança, que hoje você vê só nas fotos da infância, não mais existe? Como você se tornou uma pessoa amarga e descrente da vida?
Eu lhe digo: você mesmo(a) através do seu pensamento criou e materializou essa vida de infelicidade, seu pensamento foi e é até hoje o Criador de Tudo, O que vive agora. Aquela criança, que tanta alegria trouxe ao nascer, tornou-se adulta e inconscientemente, deixou que sua mente racionalizasse todo e qualquer momento de emoção que a vida dá e nada cobra. O ego tomou a frente do ser que se tornou adulto e, através da mente, agora comanda a sua vida de tristezas.
Inconscientemente, somos levados a crer em tudo que se apresenta diante de nós, de uma forma física. Não somos treinados a olhar para dentro e, sim, para o que está aí mundo a fora, brilhando diante dos nossos olhos. Uma inversão de valores nos arrasta cada vez mais para o fundo do poço. Hoje se dá importância ao ter, valoriza-se o engodo, ao levar vantagem diante do outro ser semelhante a nós. Atualmente, o homem é só mais um em qualquer vitrine, ou outdoor do mundo.
Hoje o amor só existe por mero interesse das partes envolvidas, por isso tanta desunião e famílias desajustadas, tantas meninas e meninos entregues às drogas; por isso, tanta violência e insegurança, tantos muros altos e carros blindados, tantos crimes e tantas famílias arrasadas.
Você não entende tudo isso? Isso é criado pelo homem através do seu pensamento egoísta, do seu pensamento de lucro fácil, através de suas mazelas e de querer sempre levar vantagem junto ao outro, de querer o poder pelo poder.
Não se engane, pensamentos tomam forma e tudo o que aí está é próprio da mente e do ego do homem, daquele que se acha melhor que todos, acima do bem e do mal.
Quer viver feliz, quer encontrar a paz, procure rever seus valores, repensar a sua vida, não deixe que o seu ego, através da sua mente, aprisione você em um mundo de infelicidade. Procure elevar seu pensamento, não querendo tripudiar em cima do seu semelhante. Não se deixe levar por maus pensamentos que muitos querem que você acredite.
Creia, somos todos iguais diante de Deus e só chegaremos a Ele elevando nossos pensamentos, aqui e agora, pois queiram ou não, Somos todos um.
Pense nisso...
.
.
.

março 10, 2012

O que vocês acreditam, o que gostam, o que temem, é o que cria a realidade - P’taah - Canal: Jani King

.

O que vocês acreditam, o que gostam, o que temem, é o que cria a realidade
P’taah
Canal: Jani King
Março de 2012
 .
 .
Hoje nós estamos lhes dando um pouco de conhecimento sobre como criar a sua realidade do dia a dia. Para aqueles que não estão muito familiarizados com estes conceitos, isto é comparado a um curso intensivo.
Consciência. Energia é consciência. Cada célula em seu corpo tem a sua própria consciência e cada consciência está ligada. Vocês não estão separados de nada e de ninguém.
Aquilo que é denominado o conceito de telepatia, diríamos antes, que é uma comunicação telepática e empática, e todos vocês têm esta habilidade. Todos vocês, de fato, operam neste nível de telepatia empática.
Quando vocês encontram alguém e neste primeiro instante dizem: “Eu gosto realmente desta pessoa”, ou “Eu sinto que conheci esta pessoa por toda a minha vida”, ou “Eu não gosto desta pessoa”, é uma comunicação de telepatia empática. E onde houver antipatia, é simplesmente a consciência da outra pessoa que está trazendo uma reação de medo a vocês. É como se fizesse lembrar alguma coisa.
Assim, vocês se assemelham a um grande diapasão. Vocês existem em um reino da mais surpreendente diversidade de consciência, de energia, e vocês passam a maior parte do seu tempo em reação ao que está ocorrendo fora de vocês, no que é, em sua percepção, exterior a vocês, ao seu mundo físico.
Agora, enquanto vocês prosseguem em seu dia a dia, vocês ficam mais realizados pela ação afirmativa criativa. Entretanto, quando observam a sua vida, a maior parte de vocês passa o seu tempo na reação negativa, com os mesmos velhos padrões que continuam repetidamente. Estar em uma reação negativa a um estado emocional desencadeado fora de vocês, não é muito gratificante.
E não é só o que é uma grande atividade emocional. Na verdade, observem a sua “consciência de pobreza”. Quantos de vocês não estiveram dizendo na maior parte de sua vida: “Não há dinheiro suficiente”, ou “Eu gostaria de ter mais dinheiro”?
Para muitos de vocês, isto é uma questão muito grande, como é o amor, naturalmente. Ou vocês estão querendo um relacionamento diferente, um novo relacionamento, qualquer relacionamento, ou certamente aquele que seja melhor do que o relacionamento que vocês têm agora.
Assim, quando vocês olham para os seus padrões repetitivos, talvez gostassem de ser capazes de ter uma ação positiva e criativa e dizer: “Tudo bem, agora estou prestes a mudar tudo isto.”. Mas, percebam, antes que possam mudá-lo, é necessário saber como criar isto em primeiro lugar.
O que significa esta “reação negativa”? O que significa “Ação afirmativa criativa e positiva”? O que significa tudo isto? As palavras são muito bonitas, mas a menos que elas possam ajudá-los a mudar a sua vida diária, qual é o ponto?
Para começar, não há diferença na forma como vocês criam as coisas que são positivas, ou coisas que são negativas. Não há diferença. Há simplesmente energia. É simplesmente “semelhante” atrair “semelhante”. O que vocês acreditam, o que gostam, o que temem, é o que cria a realidade, simples assim. Aqueles pensamentos, aquelas formas de ondas eletromagnéticas, chamadas “pensamentos” ligados pela emoção, é o que a cria. Se esta emoção é o que vocês rotulam como um bom sentimento, ou um sentimento desagradável, não faz qualquer diferença. Estamos falando de física aqui. É simplesmente energia.
Assim, quando vocês estão em um espaço de alegria, de riso, quando estão em um espaço de foco, sem qualquer julgamento negativo no que estão fazendo, a vida flui. Há uma facilidade. Vocês percebem que quando estão em um ritmo, o que quer que estejam fazendo, acontece maravilhosamente e tudo está simplesmente fluindo. É o que vocês chamam em seu vocabulário da Nova Era “acompanhar o fluxo”. Naturalmente, se há tudo o que vocês chamariam de coisas muito ruins, então não há maneira que queiram acompanhar o fluxo disto!
Assim, vejamos como é que vocês criam realmente aquilo que não desejam inúmeras vezes no padrão repetitivo. Primeiro, nós lhes dizemos que aquelas idéias, pensamentos e crenças que vocês têm sobre a realidade, mais particularmente, os que vocês têm sobre quem vocês são em relação a esta realidade, aprenderam entre o período em que estavam no útero, a quando tinham seis anos de idade, talvez nove. Geralmente, em torno dos seis anos vocês se moldam. Vocês formaram as suas crenças e idéias sobre o universo e sobre quem são. Pelo resto de sua vida, vocês estão simplesmente em reação àquelas crenças, idéias e medos.
Agora, quando vocês encaram isto de uma forma negativa, o que acreditam sobre si mesmos é que não são dignos. Não são dignos do amor ou de amarem. Não são dignos de toda a magnificência do seu mundo. Não são dignos da alegria excessiva e da boa sorte. O que vocês sabem é que simplesmente não são dignos e que este universo em que vivem, não é seguro.
Porque vocês são tão poderosos, enquanto vivem o seu dia a dia, o universo escuta as suas idéias, crenças e julgamentos negativos sobre si mesmos e sobre o seu mundo, trazendo à tona situações, pessoas e coisas que irão reforçar, reforçar e reforçar todas as idéias e crenças em que se apegam.
Vocês criam tudo isto absolutamente.
.
P’taah
(Ser das Plêiades)
.
.
Direitos Autorais - 2012 - Jani King
PO Box 1251 - Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777 - Fax 760-366-0385 www.ptaah.com - ptaah@ptaah.com
Créditos: http://navecomando.blogspot.com/
.

março 01, 2012

Render vosso ego rendendo-vos ao Divino - Mensagem de Mãe Maria - Canal: Jane M. Ribeiro

.

Render vosso ego rendendo-vos ao Divino
Mensagem de Mãe Maria
Canal: Jane M. Ribeiro 
28/02/2012
.
 .
Amados Filhos,
Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.
A humanidade passa por um longo processo de purificação, e é preciso que possais compreender que ele vos faz mergulhar em todas as limitações que assimilastes ao longo dos tempos, sejam em decorrência de vossos pensamentos, de vossos sentimentos ou de vossas ações.
É por esse motivo que muitos dos pensamentos, sentimentos e acontecimentos com que vos deparais neste momento vos parecem assustadores e vos causam dúvidas, inquietação, medo.
De onde eles vêm? Porque eles invadem vosso dia a dia, já vos perguntastes?
Este é o primeiro passo para compreenderdes vosso momentum, e resgatardes vossa trajetória por esse planeta.
Sem esse resgate não há como olhar de frente a realidade ilusória que permeia vossa existência, e assumir o controle de vossas vidas, efetuando as mudanças imprescindíveis para que possais corrigir a rota que vos leva a Redenção.
Render vosso ego rendendo-vos ao Divino, eis a grande e única escolha que necessitais efetivar e tornar realidade em vossas vidas agora.
Para tanto é preciso libertar as energias do passado que vos fazem temerosos, frágeis, impotentes aos desafios da vida.
A vida vos desafia a aceitar e trabalhar, com consciência, as dificuldades com que vos deparais no dia a dia.
Compreender que elas são o resultado de vossos equívocos do passado vos retira da inércia, gerada pela dúvida do que fazer, e vos faz mergulhar no árduo trabalho de autotransformação.
A autotransformação vos empurra em direção ao novo, e o novo exige de vós mudanças.
Exercitai, pois as mudanças que vos batem as portas, escolhendo não mais sofrer, mas sim ser feliz, olhando de frente para tudo que vos causa dor, que vos acarreta limite, que tolhe vosso desenvolvimento, que vos projeta no mar da impotência onde não existe saída para ser feliz.
Existe sim uma saída, amados, e ela já é visível por todos vós.
Primeiramente, é preciso estar consciente sempre; consciente de vossos pensamentos, sentimentos e ações para, assim, com muita fé e determinação, com muito amor no coração, exercitar as mudanças que podem corrigir vossa trajetória.
A vida está vos exigindo mudanças, e não há como fugir delas; viver pautado pelos mesmos hábitos, sem questionardes a verdade neles contida, sem ousardes dar os passos para tornar mais suave vosso caminho não irá vos oferecer qualquer perspectiva de felicidade.
Vosso planeta não é o mesmo, a humanidade não é a mesma, todos os reinos que convosco convivem não são mais os mesmos.
Tudo sofre transformação a cada instante sagrado, e é preciso que possais vos conscientizar que podeis escolher sim o que vivenciar a cada instante.
O poder de escolha existe em cada um de vós; resgatai vosso poder rapidamente, e acreditai nele; colocai-o em ação a cada momento, assumindo a responsabilidade por seu exercício, vivenciando as mudanças decorrentes de vossas escolhas, saindo da inércia prolongada em que fostes mantidos pela pressão contínua de vosso ego que sempre tolhe vossas iniciativas quando ousais trazer de volta a vossa liberdade.
Liberdade, amados, liberdade de escolher, liberdade de mudar, liberdade para corrigir a rota do caminho que vos leva a Redenção.
Sois livres sim, acreditai nessa verdade para ousar colocá-la em prática no vosso dia a dia.
E não vos esqueçais de exercitar o amor em tudo onde colocardes vossa atenção.
O exercício do amor tem o poder de dissipar todos os véus, e com eles transformar vossas dúvidas e incertezas permitindo-vos dar um basta final ao julgamento para deixar fluir a compreensão.
Sois todos irmãos, sois todos filhos do mesmo Pai, e é tempo de colocar em ação essa verdade para que todos os Filhos da Terra resgatem sua condição de seres de luz, e possam vivenciar a tão decantada Idade do Ouro nesse lindo Planeta azul.
Bem amados, que vossas orações possam reverberar amor em todos os recantos do universo, para que todas as formas de vida possam se abastecer da freqüência Divina onde todos são Um.
Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.
.
 .
Canal: Jane M. Ribeiro  - 28/02/2012
Fonte:  http://br.groups.yahoo.com/group/maemaria/
Entra no grupo:  maemaria-subscribe@yahoogrupos.com.br
.

Presença Consciente - Mestres da Constelação Alfa Centauro - Canal: Ramaathis-Mam

.

Presença Consciente
Mestres da Constelação Alfa Centauro
Canal: Ramaathis-Mam
Fevereiro de 2012
.
.
Que a Luz da sensibilidade e do despertar interior sejam os mestres que guiem vossa senda de ascensão espiritual.
É uma grande satisfação interagir com vós, irmãos do universo ilusório no qual estamos vivendo. Tudo o que observais no universo físico através de vossos artefatos tecnológicos é uma réplica ilusória da realidade. A realidade, ou o plano de presença consciente é o fundamento que nutre, sustenta e desintegra a manifestação cósmica que vós considerais real, ainda que ilusória. Viveis numa expressão ilusória da realidade, e, por conseguinte, vossas investigações científicas se baseiam em premissas errôneas. Vossos sentidos físicos e a mente dual inferior se encarregam de projetar e aceitar como certo o que não é mais que uma seqüência de evidencias errôneas que aceitais como reais. Partindo desta equação existencial, tudo o que resulta dela é falso e, por conseguinte, experimentais os efeitos perniciosos que geram incertezas, insegurança e medos diversos.
O primeiro erro de percepção a que estais submetidos é considerar como real vossa entidade biológica, quando não é mais que uma expressão desvirtuada de vosso Ser Luminoso, que se manifesta através de uma mente e de um corpo ilusórios. Todo conglomerado existencial no qual estais imersos é uma seqüência ilusória de relatividades que geram seqüências ad infinitum de convicções, perspectivas, sentimentos e pensamentos nocivos que eclipsam vossa compreensão e visão da realidade. Por quê a confusão, frustração e demais vírus existenciais vos castigam implacavelmente? Porque não estais vibrando na tessitura da “Presença Consciente”, que é o mecanismo que vosso Ser Luminoso usa para sintonizar-se com o manancial da Luz perene e infinita de Deus.
Atualmente estais transitando numa seqüência evolutiva que, em função de como a abordeis e vivencieis, será um manancial de regeneração e ativação da presença consciente. A presença consciente é o poder de penetrar as nebulosas tenebrosas e fraudulentas de vosso ego mental que constantemente sabota vossa experiência da realidade. Devido a este forte condicionamento psicológico e emocional, sempre estais imersos numa convulsão energética que afeta a vossa consciência espiritual. Na fase de transformação evolutiva que estais experimentando é necessário que reativeis a presença consciente, que vos permitirá receber e fluir as diretrizes de crescimento espiritual que requereis para fortalecer vosso corpo de Luz. Vossos egos mentais estão corrompidos por energias aberrantes que gerais, devido a vossa atitude de planejar um futuro que surge da incerteza e dos medos de vossos egos mentais enfermos. Todas as patologias físicas de que padeceis são o resultado de não fluir com o plano divino, cuja finalidade é ativar vossa essência de Luz que se oculta debaixo dos vincos tenebrosos e fraudulentos do ego mental.
Ao invés de abrir-vos a graça divina que atua em todos os âmbitos do universo, elegeis interferir no processo e gerais dinâmicas existenciais conflitantes que turvam vossos corpos mental e emocional. Como conseqüência, viveis num estado de tensão permanente que diminui gradualmente vossa energia e capacidade de compreensão e discernimento espiritual. Quando vossas faculdades mentais e emocionais se nutrem da reativação do passado e da expectativa do futuro gerais um conflito entre os registros de sabedoria e sensibilidade de vossa entidade luminosa. Isto é um padrão do ego mental muito arraigado em vosso subconsciente criativo que obstrui o fluxo do momento presente, que sempre transporta informação impregnada da graça do Criador. Estais em conflito permanente com o plano divino, porque considerais que se opõe a vossos objetivos que, supostamente, são portadores de bem-estar, harmonia e paz interior. Todavia, as evidências demonstram o contrário. A redenção espiritual é a tônica dominante que governa o universo, como dispositivo de recuperação e ativação de vossa identidade espiritual eclipsada pela resistência ao plano Divino.
O plano Divino é um desenho que o Criador Infinito tem projetado para contribuir a vossa redenção espiritual para que alcanceis o nível de expressão evolutiva mais elevado e perfeito. Esse nível de perfeição é o estado de comunhão incessante com os desígnios Divinos que contribuem para ativar a natureza inerente de serviço baseado no amor e na incondicionalidade. Sofreis porque estais impedindo que vossa entidade luminosa absorva os códigos de abertura e mutação energética-vibratória que se expressa mediante a presença consciente. A presença consciente somente se manifesta quando estais ancorados no presente, sem nenhuma expectativa. Estais abertos para que a Luz da metamorfose divina impregne cada faceta de vossa vida, cuja finalidade é integrar mais consciência e sensibilidade espiritual.
A presença consciente é a expressão mais perfeita e poderosa de vossa entidade luminosa que sempre busca alinhar-se com a graça divina da transformação. Transformar-se não é algo que deveis temer, mas sim invocar e receber com profundo agradecimento, porque é a essência de vossa entidade luminosa. Quando vos acomodais na inércia ocorre a oxidação e eclipse da realidade, impedindo que a Luz Divina penetre nos interstícios de vossa mente e corpo físico. Quando vossa mente não recebe esta carga de energia luminosa vossos corpos físicos adoecem, como resposta à obstrução da graça divina. A finalidade de todo processo de evolução que estais vivenciando é que permitais que vossa entidade luminosa se expresse em vossa mente e corpo físico através do processo da mutação evolutiva.
Quando vossos planos e expectativas não estão alinhados com o plano divino, surge imediatamente o conflito psíquico e emocional e, por fim o sofrimento. O sofrimento é a ferramenta que vossa entidade luminosa e o Criador usam para chamar vossa atenção e proteger-vos de vossas mentes disfuncionais. Vossas mentes estão contaminadas de pensamentos, desejos, convicções e sentimentos perniciosos, como conseqüência de estardes conectados a existência ilusória que haveis aceitado como real. Viveis imersos numa quimera existencial que gera muito conflito, confusão e sofrimento. Tudo isto é a síntese de um processo de evolução que agora tendes que harmonizar a partir da presença consciente. A presença consciente é escolher a dinâmica cotidiana como a melhor e mais positiva opção para vós. Vossos egos mentais se baseiam na distorção da realidade, porque se nutrem do tempo histórico e psicológico que não é válido no presente nem no futuro.
É o momento para que estejais em sintonia com vossa entidade luminosa que exige a presença consciente de vossa parte, sem omitir cláusulas circunstanciais nem evolutivas de espécie alguma. O momento evolutivo que estais vivendo é a opção mais válida e a oportunidade para reativar vossa consciência e sensibilidade espiritual. O medo e demais vírus psíquicos são a expressão disfuncional da atitude reacionária ante o processo de mutação evolutiva no qual estais imersos. Não se trata de sobreviver conforme os parâmetros do ego mental disfuncional, e sim de sentir a dissolução de vossa entidade virtual com a que haveis estado funcionando ate o momento presente. É necessário que tenhais predisposição aberta, positiva e construtiva ao que cada dia vossa entidade luminosa e o Criador organizam para vós. O tempo do planejamento egocêntrico finalizou e deveis abrir-vos a seqüência de receber a graça implícita em cada circunstancia e situação de vida que ocorra em vossa vida.
Estais sempre organizando vossa vida conforme o que vosso ego mental considera adequado, quando na realidade é nocivo, porque seus parâmetros estão fundamentados no tempo histórico e nos registros psíquicos e emocionais disfuncionais. O desafio evolutivo que estais enfrentando não é para que recuseis a redenção espiritual que está sendo oferecida, e sim para que aceiteis a graça divina que se expressa em cada instante de vossa vida. As circunstâncias e situações que experimentais são as ferramentas para que ativeis a presença consciente e aceiteis sem reservas como uma expressão do amor do Criador Infinito.
Estais acostumados a operar a partir do ego mental e dentro dos parâmetros da realidade ilusória e sendo assim não podeis conceber viver de outra forma. A inclusão na realidade ilusória é tão forte que vos submergis numa corrente de confusão e sofrimento incessante. Por isso, é imperativo que ativeis a presença consciente do momento presente, como a única opção viável e construtiva para ativar a ascensão espiritual. Estar no presente é viver com plena confiança e convicção de que tudo que é necessário para vosso crescimento espiritual, psíquico e físico estará presente, porque forma parte do programa da evolução.
.
.
Canal: Ramaathis-Mam
Tradução: Caren D. Frizzo
Fonte: http://www.atlantisangelis.org
Créditos: http://mensagensgalacticas.blogspot.com
.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando