setembro 30, 2012

Escolhas conscientes - Autoria: Márian (Marta Magalhães)

.

Escolhas conscientes
Autoria: Márian (Marta Magalhães)
28/09/2012
 .
 .
.
"Uni duni tê, salamê min guê..."
Quem dera que pudéssemos fazer as nossas escolhas simplesmente assim, como uma brincadeira de criança... Na verdade, temos grandes dificuldades para tomarmos decisões, ficamos sempre titubeando entre quero e não quero, entre posso e não posso, será que isso é fácil ou difícil, numa eterna indecisão entre uma coisa ou outra.
Durante a nossa vida, somos sempre colocados frente a frente com questões onde precisamos decidir qual é a melhor coisa a fazer e muitas vezes nos sentimos com se estivéssemos em um beco sem saída, e por mais que pensemos não conseguimos determinar a melhor opção.
E por que será que temos tantas dificuldades para tomar decisões e definir os próximos passos a serem dados?
Bem, podemos dizer que na maioria das vezes é por que ainda não temos uma visão clara da situação e também porque ficamos com medo das consequências que a nossa decisão, com certeza, irá provocar. Aqui vale lembrarmos a lei do Karma, lei infalível que cuida para que o Universo mantenha o equilíbrio e continue o seu processo inexorável de evolução. Essa Lei Universal equivale à terceira lei de Newton, ou Princípio da Ação e Reação, que diz: "A toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade", portanto, todas as nossas escolhas sempre geram consequências positivas ou negativas, evolutivas ou involutivas.
Sabemos que temos o livre-arbítrio, a liberdade para escolher, mas infelizmente, estamos presos a crenças e preconceitos, anseios e aversões que acabam nos confundindo, dificultando as nossas escolhas. Isso só nos afasta do nosso verdadeiro Eu, aquele que na verdade está conectado ao Todo e que possui o discernimento adequado para fazer escolhas intuitivas e sábias. Normalmente, acontece dos padrões estabelecidos pelo sistema e pela sociedade entrarem em conflito com o nosso verdadeiro querer, fazendo com que dúvidas e mais dúvidas surjam na nossa mente, criando um turbilhão de pensamentos obscuros e cheios de medo. Sim, tememos pelas mudanças e prováveis perdas.
Para fazer escolhas conscientes e evolutivas é preciso estar entregue à Vontade Divina com fé inabalável no Plano Maior. A nossa mente precisa estar calma e serena, livre de pensamentos obsessivos e renitentes, pois só assim, poderemos conquistar o discernimento necessário para fazer escolhas acertadas. Só com discernimento podemos distinguir a verdade da ilusão, perceber a efemeridade da matéria e o importante valor dos princípios espirituais. O discernimento é o fruto da nossa união com o Todo, é a palavra do coração que nos indica sempre o caminho da Luz.
Alguns parâmetros espirituais podem nos ajudar a fazer escolhas acertadas. O primeiro é que devemos optar sempre pela escolha amorosa, unificadora e altruísta. Precisamos enxergar a situação imparcialmente, sem focarmos apenas na nossa pessoa, tentando observar se as consequências serão positivas não só para nós, mas também para todos os envolvidos na questão. Outro ponto é que não devemos perder de vista o nosso objetivo como seres espirituais, precisamos estar sempre focados no nosso objetivo de ser Luz e sermos fiéis ao Amor Divino, nos perguntando sempre se a nossa escolha irá nos levar à evolução.
Além disso, é preciso ter muita calma, aguardando o tempo necessário para que as dúvidas se esvaneçam e se possa enxergar somente com o coração, deixando de lado os sentimentos egoístas, preconceituosos e limitadores.
Aconselhamos sempre a prática da meditação, pois isso ajuda a alcançar uma visão ampla e profunda das questões da vida, além de serenar a mente e equilibrar as emoções. O exercício da meditação nos conecta à Grande Consciência Cósmica, fonte de toda sabedoria e liberdade, nos capacitando com o discernimento necessário para enfrentar todas as provas que nos são apresentadas.
.
Amor sempre Amor.
.
.
Autoria: Marta Magalhães
Email: marian.luar@ig.com.br  
Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=32092
29/09/2012
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando