outubro 07, 2012

Perdoar é preciso... - Autoria: Adriana Aguiar Brotti

 .

Perdoar é preciso...
Autoria: Adriana Aguiar Brotti
06/10/2012
 .
 .
 .
Fazendo a releitura de um dos livros de Chico Xavier - grande figura humana - deparei-me com um ensinamento que faz muito sentido para o momento que vivemos: "Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor... Magoar alguém é terrível!" Magoar vem do latim, maculare que significa contundir, ferir, pisar. Nos sentimos feridos quando alguém, mesmo que por ignorância sobre as Leis Divinas, mostra-se indiferente às nossas dores, aos nossos sentimentos, às nossas necessidades ou mesmo quando não reconhece as nossas boas intenções.
A ofensa e a mágoa estão presentes em todos os tipos de relacionamento porque infelizmente, ainda estamos muito vulneráveis aos vícios do mundo e, portanto, não agimos com o outro de forma Cristã.
Na grande maioria das vezes, é justamente aquele que está bem próximo de nós quem nos ofende, o que caracteriza o quanto nosso espírito está preso na matéria, ou seja, na "aparência".
Na família, em um relacionamento íntimo por exemplo, é comum a dispersão entre as pessoas, por iludirem-se quanto a proximidade física, entendendo-a suficiente por estarem sob o mesmo teto. Assim, negligenciam aqueles que estão ao seu lado e externam a máscara do companheirismo, da solidariedade para o meio social.
Mas não é esse o caminho. Somente estamos próximos uns dos outros, quando somos verdadeiros, quando estimulamos conversas edificantes e dedicamos algum tempo para observar a beleza daquele que compartilha sua vida conosco e as lições que nos trazem.
Seja na vida pessoal ou não, o importante é compreendermos que, ainda que fiquemos tristes com uma determinada ofensa, nós ainda estaremos em vantagem sobre aquele que nos ofendeu.
Isso porque cada um de nós carrega em si uma bagagem que levará consigo por toda a eternidade e, melhor analisando o pensamento do saudoso Chico Xavier, a lição que ele nos traz é a de "perdoarmos as ofensas".
Ainda que venhamos a nos sentir tristes perante uma ofensa, o perdão nos liberta das teias da negatividade e do revide e, assim, nossa bagagem se manterá leve para que nossos passos continuem firmes na seara do Mestre. Ao passo que quem magoa assume dívidas e enganos a serem reparados, tornando seu processo de elevação espiritual muito mais lento.
Ante qualquer ofensa, nos rendamos ao remédio do perdão para sermos agradáveis aos olhos do Pai e para amealharmos riquezas ao nosso espírito.
Busquemos conhecimento, princípios morais e a sabedoria se manifestará em nossas vidas. Assumamos o mais breve possível a reeducação de nossos sentimentos, de nossas emoções.
Tenhamos sempre em mente que alguns sentimentos nos levam, nos arrastam para caminhos de muita dor, ao contrário, DEUS nos eleva e nos preenche, emocionalmente.
Este é um convite para que a partir de hoje, dediquemos algum tempo à prática do perdão para que nossos corações se tornem cada vez mais puros. Perdoemos aqueles que nos magoaram consciente ou inconscientemente, aqueles que nos provocaram até que perdêssemos a paciência; perdoemos também aqueles que já partiram para a Pátria Espiritual.
Mesmo em estado de profunda tristeza, peçamos socorro ao Pai, com Ele teremos a força necessária para perdoarmos e seguirmos nosso caminho, respeitando as lições do passado e confiando na grandeza e na alegria de novas experiências.
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando