junho 22, 2013

A cura através do holograma da verdade - Autoria: Teresa Cristina Pascotto.

.

A cura através do holograma da verdade.
Autoria: Teresa Cristina Pascotto.
22/06/2013.
.
 .
A verdade a que me refiro, nada tem a ver com seu antônimo, a mentira. Refiro-me à VERDADE DIVINA, que é Luz, informação, amor incondicional, é a força da Consciência Crística que se manifesta.
Tudo o que vivemos em nosso estado de inconsciência, todo o mundo que criamos e geramos à nossa volta, é proveniente das ilusões e distorções de nossas percepções, enquanto egos dissociados de nossa expressão máxima, do nosso Eu Maior. Quando encarnamos e temos que viver dentro das limitações estabelecidas pela densidade e dualidade da terceira dimensão, nos desconectamos de nossas dimensões superiores e, consequentemente, da Consciência Divina, a Fonte de nosso Ser.
Esta desconexão nos permite viver de forma independente, para que possamos dar vazão às necessidades do ego, que distorce a realidade, fazendo com que a bagagem "negativa" que trazemos conosco seja aberta, liberando seus conteúdos destrutivos, para que possamos viver a experiência humana, dentro do contexto dual, criando todas as estratégias de sobrevivência e mecanismos de defesa, uma tentativa do ego de sobreviver aos perigos da vida. Bem ou mal, o ego nos conduz até um ponto em que tudo está "ok", dentro do que foi determinado por nossa alma, para vivermos e gerarmos na vida. O ego nos conduz, soberano em seu poder sobre nós, até o momento que a alma estabeleceu como "adequado" para nosso desenvolvimento humano, dentro da grande missão que ela vem desenvolvendo vida após vida.
A partir do ponto em que a alma determinou como o início do limite da ação do ego, apesar de estar interditada pelo ego, ainda assim, ela tem força e poder suficientes para se impor e reivindicar seu direito à sua expressão e manifestação. O ego tem poder sim sobre nós, mas foi nossa alma que calculou tudo e fazia parte de seu plano de vida, dar poder ao ego, pois estaria "tudo certo", até o momento em que a missão da alma não precisasse mais da submissão ao domínio do ego. É quando a alma sente que já é momento de ser suficientemente forte e independente do ego. Aqui, se o ego não nos conduziu a buscas pelas verdades e pelo autoconhecimento, naturalmente -o que é muito difícil-, a alma então providencia, por sua força magnética, eventos, pessoas ou situações que façam nossa vida "tremer". Infelizmente, na maioria dos casos, só buscamos uma mudança de vida, quando chegamos a um momento de sofrimento, seja da forma que for. Enfim, dentro do poder de decisão da alma, nossa vida começa a ter um novo rumo, "por bem ou por mal".
Não há mais como tentar controlar a vida, para que ela continue da mesma forma, apenas minimizando os problemas e o sofrimento, e é isto o que o ego busca. Quando acaba se rendendo às evidências de sua impotência diante do sofrimento ele busca ajuda externa, na intenção de apenas se livrar do sofrimento, sem ter que se desmascarar, sem ter que abrir mão do seu velho mundo conhecido, confortável e ilusório, e sem ter que promover mudanças de acordo com os anseios da alma, porém, seu sofrimento aumenta, quando percebe que não dá mais para voltar ao velho poder, não dá mais para continuar mergulhado e prisioneiro das limitações da ilusão e de tudo o que é contrário à Lei Maior, à Ordem e à Verdade Divina. Neste ponto, ele luta desesperadamente para obter o alívio e a cura falsa, de acordo com o que ele entende por cura. Porém, se a força da alma neste ponto já está mais estabelecida e manifestada, apesar de ainda sofrermos querendo a cura, mas resistindo à cura real, nada nos freia, o ego pode fazer o que for, pode contestar e sabotar o caminho da cura, principalmente, buscando racionalizações em seus processos de cura, que nada ele conseguirá a partir deste ponto.
Assim, a força da Verdade começa a se manifestar em nossa vida, começamos a sentir essa força que nos agrada em uma parte mais consciente e sábia de nós, mas nos desconforta e nos assusta, na parte medrosa e resistente de nós. A Verdade começa a ter forma e presença gerando um Holograma da Verdade; esse holograma está se manifestando cada vez mais no planeta, impondo-se delicadamente, para não nos arrebatar de forma desastrosa. Muitos de nós já estamos alcançando esse Holograma da Verdade, "ajudando" em sua ancoragem e manifestação mais intensamente; estamos nos adequando a ele, mas isto é algo difícil de experienciar, pois quando entramos na força desse holograma, tudo o que é Verdade dentro de nós, proveniente de nossa alma, adequa-se e entra em ressonância com a força da Verdade e nos fortalece e é algo maravilhoso, mas é algo horrível para o ego, pois ele experimenta uma sensação de "morte", de grande sofrimento, pois tudo que é contrário à Consciência Crística - nossas ilusões, tudo o que é falso, vazio, sem sentido para nossa alma -, entra em choque com a Verdade, trazendo a sensação de que algo em nós, as ilusões, estão se desintegrando, recebendo um ácido que as dilacera. Como esta experiência é dolorosa para o ego, ele manifesta isso até mesmo em nosso corpo físico, trazendo-nos sensações de extremo desconforto, dores de cabeça, como agulhadas, coração palpitando, falta de ar, dores e tensões musculares, alheamento, dentre vários outros sintomas.
Não é a força do Holograma da Verdade que nos causa mal-estar, mas nossa resistência à sua manifestação e poder de cura. Sim, cura, pois se já percorremos um longo caminho no processo de autoconhecimento e auto transformação, e se percebemos que, apesar de conhecermos muito dos nossos mecanismos e conteúdos negativos, ainda assim, não conseguimos desativá-los ou desmagnetizá-los, é porque não há mais um caminho compreendido pela mente a ser trilhado na desativação dos mesmos, pois nada do que possamos fazer ou acessar de recursos compreensíveis ao nosso nível humano limitado, terá função para nós, tudo o que for de recursos mais elevados, mesmo energias de cura de altas esferas e dimensões, se usarmos com a intenção da mente consciente, no aqui e agora (neste estágio), esses poderosos recursos superiores terão pouquíssima função real sobre nós. A cura neste nível está para muito além do que possamos alcançar com entendimento racional. Assim, deveremos apenas partir para uma meditação, tendo o desejo de entrarmos no Holograma da Verdade, solicitando esse recurso divino. Não faremos nada, somente nos entregaremos a "uma sabedoria maior que decidirá por nós" e deixaremos a cura acontecer - cura-se somente o que já estiver pronto para esse nível de cura, nossa mente não pode determinar o que deve ser curado em nós, somente a alma sabe o que está pronto e deve ser curado.
A resistência do ego causará as sensações que descrevi e é preciso termos muita consciência e coragem para abrirmos mão do poder racional sobre nossa cura, pois o Holograma da Verdade contém tudo o que é adequado à melhor condição humana mergulhada na dualidade. Os conteúdos em nós que não tiverem ressonância com a VERDADE se dissolverão aos poucos, até deixarem de existir, e tudo o que tiver ressonância com ela, será potencializado e manifestado.
.
.
Autoria: Teresa Cristina Pascotto.
Email: crispascotto@hotmail.com
Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=34736
22/06/2013.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários moderados. Participações ofensivas e anônimas não serão publicadas. Gratidão, Paz e Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando