janeiro 14, 2016

Ama e faz o que quiseres - O recomeço evolutivo. A impermanência dos ciclos.

.

Ama e faz o que quiseres.
O recomeço evolutivo. A impermanência dos ciclos.
Transicionando Luz
.
.
 "Ama e faz o que quiseres. Se calares, calarás com amor; se gritares, gritarás com amor; se corrigires, corrigirás com amor; se perdoares, perdoarás com amor. Se tiveres o amor enraizado em ti, nenhuma coisa senão o amor serão os teus frutos."
Santo Agostinho.
.
O novo geralmente surge num dado instante em que o surpreendente, o inusitado ou aquilo que não se pensou acontece.
O planejamento, por mais preciso, detalhado e precavido pareça, jamais será suficientemente blindado contra o surpreendente da vida, o inusitado ou aquilo que não foi previsto e aconteceu... Ou contra a verdade!
Regras e diretrizes são dispositivos aplicados para que o mundo não se perca no caos improdutivo, na arbitrariedade. Entretanto, nem todo arcabouço de conhecimentos e dados técnicos que se possa arregimentar, impedirá o incontrolável aprendizado do novo, do inusitado ou impensado... E por quê? Porque a certeza em si é pura ilusão. As sensações de segurança, estabilidade e de completude são como miragens no trajeto, confundindo e atrasando o destino final. O provável da vida é a impermanência!
Todavia, a inconstância é imprudente. O firme propósito no bem e na busca pela verdade é imprescindível ao progresso individual e coletivo. É pela resolução interior que somos fortalecidos contra o temor de avançar, na jornada rumo ao novo; cientes e despertos.
A aceitação diante da incompletude do ser no vasto e infinito território da existência, é a via segura e menos perturbadora a fim de se garantir uma travessia mais satisfatória pelas sucessivas experiências vivenciadas no espaço-tempo, tanto no "aqui e agora" quanto na multi dimensionalidade.
O conformismo acomoda, paralisa o progresso das experiências. A aceitação recoloca o indivíduo no fluxo de sua própria existência, reconecta o "Eu Sou" de cada um e o reintegra às suas necessidades evolutivas; e à sua verdade.
É sob a Luz da verdade que a vida se orienta! Pontos obscuros tidos como segredos, ou ligados a exemplos ruins de violência, segregação, separativismo, maniqueísmo, exploração abusiva, corrupção, desrespeito, indiferença, preconceito e pré-conceito, e etc.; nada mais são que distorções temporárias pela ausência de iluminação. A Luz é acessível a todos, basta o impulso da vontade - e da aceitação.
O universo é expansão e tem sentido evolutivo. Nada se encerra, apenas se transforma. A experiência de viver requer adaptação cíclica. Nada está relegado ao acaso. Deus não pode ser associado a termos irresponsáveis ou simplesmente, negligentes. Tudo tem um propósito elevado. A vida é uma dádiva, e toda dádiva deveria ser aceita em êxtase e com grande contentamento, e sobretudo, GRATIDÃO.
Uma temporal limitação também não passa de ilusão. Todos os seres são expoentes únicos, originais e potenciais; nenhuma Criação divina é insignificante. As diferentes energias são complementos essenciais e necessários. O acaso não existe! Há Leis universais e reguladoras... Ação e Reação... Causa e Efeito... "Sementes" e colheitas... Somos reverberação e espelho de nós mesmos, à partir do pressuposto de que só captamos dos outros aquilo que já está primeiro em nós... Por questões de sintonia, afinidade, capacitação ou permissividade em conformismo resistente à mudança - de valores, de crenças, de estratégias, de conduta, de localidade e etc.. Não há vítimas nem culpados eternos, porque tudo que existe numa percepção limitada do imutável, se deve à não aceitação do trabalho da Luz.
A cada ser cabe aceitar-se em plena gratidão!
O melhor da existência será devotado aos seres que se desenvolvem no fluxo impermanente da vida em gratitude. A gratidão confere a leveza que permite o caminhar contínuo no fluxo, na graça do recomeço, de se permitir ao novo, sem contudo, perder a identidade na somatória de experiências adquiridas. O bom aproveitamento das oportunidades escolhidas e conquistadas, depende da aceitação e da gratidão individual: partidos fundamentais de reintegração ao fluxo da Luz.
Aceitar o fluxo evolutivo é ser pleno de AMOR. Nenhum ser consegue ser grato antes que seja movido pelo amor. A renovação contínua é o maior ato de amor que o universo nos concede. A única blindagem eficiente é o amor.
Permitir que o novo nos aconteça, é aceitar a impermanência da vida com amor; respirando e inspirando gratidão. Perdoar e ser perdoado. Amar e ser amado. Perdoar e amar para ser livre!
Todo ato de amor ou interferência amorosa, qualquer doação sincera da sensibilidade amável que nada mais é que a centelha divina que habita TODOS os seres da criação - de Deus -; mantém ativo o fluxo da renovação positiva que nutre o sentido evolutivo ao qual estamos integrados. Somos cocriadores numa rede universal, e nossos atos e resoluções individuais, disparam reações em cadeia a influenciar permanentemente, a qualidade da vida que experienciamos como um todo. Abraçar a existência é um compromisso de responsabilidade. 
Aceitamos o recomeço por amor. Estamos no "aqui e agora" por amor. E só avançaremos por amor! O surpreendente da vida não tem o poder de desapontar àqueles que se permitem guiar pelo impulso de amar!
O tempo é um dispositivo incansável ao chamado de despertar. Todas as memórias passadas e futuras, nos trarão sinais ao influxo de despertar. O estacionário e inerte, sob domínio do ego, pretende o controle de algo impossível: o tempo!
A vida labora em prol da renovação de oportunidades à todos; "cutuca" e desestabiliza tudo que tende a se acomodar, se enrijecer pela falta de aceitação e doação ao fluxo de amor divino que envolve e devolve a vida incessante, por meios igualitários e indistintamente. Contra o fluxo o ser estará desintegrado, em desarmonia, na dúvida e vulnerável ao medo, precipitado à escravidão, escuridão e moléstias do ego.  
O despertar é a Luz divina que dispara o gatilho para uma nova vida na consciência do amor, em Unidade e verdade. O ego nos aprisiona, o amor nos devolve a liberdade. Quem ama se aceita, se liberta a si e aos outros.
Permita-se ser surpreendido(a), aceite as incertezas como guia para o êxtase, e como alimento contínuo da felicidade possível, salutar e real, que é estar em renovação constante na segurança do AMOR e na presença do fluxo divino, sábio e justo.

Nos tempos em que somos convocados a avançar, contemplados pelas mudanças inesperadas, que a nossa escolha seja pelo *amor... Pois essa aceitação nos fortalecerá.

.
* Amor incondicional; e todas as expressões de amor dignificante e saudável.
 .
.
Feliz conclusão!
Feliz vida nova!
.
.
"Só o que faz bem ao homem pode fazê-lo feliz."
"O amor é a beleza da alma."
"Deus coroa suas dádivas, não teus méritos."
"A necessidade não conhece leis."
"A Luz, mesmo que passe pelos impuros, não se polui."
"A ira gera o ódio, e do ódio nascem a dor e o medo."
"A felicidade consiste em continuar desejando o que se possui."
"Quem é bom é livre, ainda que seja escravo. 
Quem é mau é escravo, ainda que seja livre."
"Se quiseres conhecer uma pessoa, não lhe perguntes o que pensa, 
mas sim o que ama."
"Sê humilde para evitar o orgulho, mas voa alto para alcançar a sabedoria."
"A medida do amor é amar sem medida."
"A paz é nosso bem final." 
Citações de Santo Agostinho.
 .
 .
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feeds transicionando